Startup cria ‘névoa descontaminadora’ para trens de SP

A BioGuard, startup de aparelhos de higienização, doou equipamentos de descontaminação a vagões de metrôs da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Nomeados como BGtec-19, eles soltam uma névoa de gotículas ionizadas com desinfetantes de até 12 mícrons, que se fixam sobre superfícies para garantir o combate a microrganismos, como o novo coronavírus.

“Recentemente fizemos um teste num vagão do trem de São Paulo, depois de um dia normal de utilização pela população. Ali, foram colhidas amostras por um laboratório que constatou a eliminação de todos os vírus e bactérias após o uso da tecnologia da BioGuard”, explicou Andre Tchernobilsky, sócio da BioGuard.

Leia mais…

Socialize-se!
%d blogueiros gostam disto: