Pandemia encurta expectativa de vida em SP pela 1ª vez na história

O Seade, fundação vinculada ao governo de São Paulo e centro de referência nacional em análises estatísticas socioeconômicas e demográficas, divulgou nesta terça-feira (20) uma estimativa preocupante para a população do estado: a esperança de vida ao nascer ficou, no ano de 2020, em 75,4 anos, voltando ao patamar de sete anos antes, em um inédito e histórico movimento de retrocesso.

Esse movimento é naturalmente atribuído à pandemia da covid-19 que, entre os mais de 370 mil brasileiros mortos, tirou a vida de pelo menos 89 mil paulistas. É a primeira vez que a expectativa de vida ao nascer cai no estado de São Paulo, desde que começou a ser calculada no ano de 1940. Em 2019, esse valor era 76,4 anos.

Leia mais…

Socialize-se!
%d blogueiros gostam disto: