Coronavírus: idosos são propensos a furar quarentena, aponta pesquisa

A pandemia causada pelo novo coronavírus forçou a comunidade científica internacional a entender uma doença até então desconhecida. Uma das primeiras constatações foi a de que os idosos tinham maior probabilidade de desenvolver os sintomas mais graves da covid-19. Uma nova pesquisa mostra, porém, que essa mesma faixa etária não está cumprindo o distanciamento social conforme a recomendação das autoridades.

O isolamento social foi uma das primeiras medidas indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar a propagação do vírus enquanto os cientistas tentavam descobrir mais sobre suas características. Mesmo sob regras mais rígidas, a população dá um jeito de quebrar a quarentena, e festas organizadas por jovens costumam virar notícias pela aglomeração que pode potencializar a propagação viral.

Leia mais…

Socialize-se!
%d blogueiros gostam disto: