startups-industriais:-o-que-fazem,-para-que-servem-e-como-estao-transformando-a-industria?

Startups industriais: o que fazem, para que servem e como estão transformando a indústria?

Este artigo sobre startup industrial foi desenvolvido em parceria com o FIEMG Lab – Hub de inovação aberta para indústria e startups do Brasil.

O setor industrial não só é um dos mais tradicionais da economia brasileira, mas também é um grande entusiasta da inovação. Nesse contexto, surgem as startups industriais (ou indtechs), grandes catalisadoras dessa transformação.

Neste post, vamos explorar o que essas empresas fazem e como estão impactando o setor. Descubra como as startups industriais estão trazendo inovação, eficiência e novas tecnologias para a manufatura. Boa leitura!


Group 673

O que são startups industriais?

Já falamos por aqui sobre a importância da inovação industrial para o crescimento da indústria. Assim, a partir da inovação, as empresas do setor podem deixar seus processos mais ágeis, econômicos e sustentáveis, trazendo mais vantagem competitiva e evolução para as manufaturas.

É nessa hora que as startups industriais emergem como grandes aliadas nesse processo. Com uma abordagem centrada na tecnologia e na resolução de problemas reais, as startups industriais trazem inovação para a indústria, muitas vezes desafiando métodos de produção convencionais e criando soluções mais eficientes e sustentáveis.

Essas startups geralmente buscam resolver problemas específicos dentro do setor industrial, como otimizar processos de fabricação, aumentar a eficiência energética, melhorar a segurança no local de trabalho ou desenvolver novos materiais. Para isso, elas podem desenvolver tecnologias avançadas, como automação, robótica, Internet das Coisas (IoT), inteligência artificial (IA) e manufatura aditiva (impressão 3D), entre outras.

Em síntese, essas empresas estão redefinindo os padrões de eficiência, sustentabilidade e excelência operacional.

O impacto das startups industriais na indústria tradicional

O impacto das startups industriais na indústria tradicional acontece de várias formas. Essas empresas estão forçando a indústria a repensar seus processos e buscar melhorias constantes. Além disso, elas estão promovendo a disrupção de modelos de negócio estabelecidos, desafiando paradigmas e incentivando a adoção de novas tecnologias.

Certamente, as startups industriais também estão contribuindo para a redução do impacto ambiental da indústria, oferecendo soluções mais sustentáveis e responsáveis. Essa mudança de mentalidade está impulsionando a busca por produção mais limpa e eficiente, beneficiando a indústria e o meio ambiente.

Além disso, as startups industriais estão promovendo a inclusão social e a democratização do acesso à tecnologia. Por meio de suas soluções inovadoras, elas estão permitindo que empresas de todos os tamanhos e setores possam se beneficiar das vantagens da indústria 4.0.

Outro impacto importante das startups industriais é a criação de novos empregos e oportunidades de trabalho. Com a introdução de tecnologias avançadas, novas habilidades são necessárias, o que impulsiona a formação de profissionais qualificados e a geração de empregos especializados.

Startups industriais já captaram mais de US$ 1 bi

Até aqui, já deu para entender a importância dessas empresas não só para o setor como para o setor industrial como para a inovação como um todo. E essa importância também é percebida pelos investidores.

A saber, historicamente, essas startups já receberam mais de US$ 1,08 bilhão em investimentos em 229 rodadas só na América Latina. Além disso, 24 startups desse setor já foram adquiridas por outras empresas e/ou passaram por algum processo de fusão.

Apesar de apresentar um volume de investimentos bem alto, vale destacar que o Brasil é o principal destinatário desses recursos. Ao todo, mais de US$ 900 milhões dos investimentos (192 rodadas) foram para startups residentes em terras tupiniquins.

Outro ponto que merece destaque é a prevalência da existência de startups que desenvolvem soluções voltadas para inteligência industrial: de todas as startups industriais da América Latina, 34,7% estão nessa categoria. Em seguida, estão as startups voltadas para o poder computacional (23%) e manufatura avançada (15,2%).

Apesar disso, as categorias que mais receberam investimentos até aqui foram: Distribuição (41,93% dos investimentos), distribuição energética (38,55%) e poder computacional (9,92%). Isso se deve principalmente porque as startups consideradas como industriais muitas vezes têm como setor principal outros setores, como SupplyChain e EnergyTech, por exemplo.

Startups que estão revolucionando o setor

Agora que você já tem um panorama da atuação das startups industriais, é hora de conhecer algumas empresas que estão revolucionando o setor e trazendo mais inovação para a indústria.

Tractian

A Tractian é uma das principais startups industriais do ecossistema que operam diretamente na indústria 4.0.

A empresa desenvolve sistemas preditivos, que combinam sensores de monitoramento de condição de máquinas, à uma plataforma de inteligência artificial, que analisa automaticamente os dados coletados e os disponibiliza às equipes de forma fácil e acessível, além de ter ferramentas que facilitam e automatizam a gestão de manutenção.

Isso tudo graças ao Smart Trac, sensor IoT integrado à uma plataforma de inteligência artificial patenteada pela Tractian. Juntos, sensor e plataforma aprendem os padrões de comportamento da máquina e comparam cada coleta de dados (cerca de 300 por dia) com coletas feitas em outros ativos do mesmo tipo ao redor do mundo. Isso tudo para conseguir detectar, diagnosticar e prescrever falhas potenciais automaticamente.

Só para exemplificar a potência dessa solução, o Smart Trac foi aplicado nas operações da Vibra, líder no mercado brasileiro de distribuição de combustíveis e de lubrificantes.

Em um dos casos mais relevantes, um alerta de aumento de velocidade no eixo vertical de um servomotor da máquina evitou uma quebra inesperada ainda no estágio inicial através da análise de tendência.

Ao realizar uma inspeção, a equipe de manutenção confirmou a presença de uma condição anômala no equipamento. O resultado foi a prevenção de uma quebra prematura do servomotor e uma parada de quatro dias da produção em sua principal linha. Essa linha, se parasse por mais tempo, representaria um custo de milhares de reais para a empresa.

Além disso, a empresa possui em seu hall de clientes empresas como Embraer, Hyundai, Danone e Bosch.

Por fim, vale destacar que o Distrito mapeou a Tractian como um possível unicórnio do ecossistema brasileiro de inovação.

Pix Force

A Pix Force é uma startup industrial brasileira que se destaca no campo da visão computacional e inteligência artificial, oferecendo soluções avançadas para análise de imagens e vídeos. Fundada em 2016, a empresa a empresa nasceu com o propósito de transformar dados visuais em insights acionáveis, capacitando organizações a tomarem decisões mais informadas e eficientes.

Através de tecnologias avançadas, como aprendizado de máquina, inteligência artificial, deep learning e processamento de imagens, a Pix Force oferece um portfólio completo de soluções, que se dividem em alguns pilares principais:

Segurança: Utiliza câmeras de monitoramento existentes para inspecionar e receber alertas em tempo real sobre possíveis desvios/ocorrências. Assim, os riscos são minimizados, o que proporciona maior segurança para as pessoas colaboradoras, para o meio ambiente e para a saúde.

Inspeção: Realiza inspeções de forma rápida, precisa e consistente, reduzindo o erro humano e otimizando o tempo de processo.

Qualidade: Utiliza câmeras para medir a qualidade dos processos e realizar a contagem de forma otimizada. Dessa forma, é possível extrair dados e insights valiosos.

Recentemente, a Pix Force foi vencedora do Santander X Global Challenge.

ST-One

A ST-One é uma startup que atua no segmento de Indústria 4.0, oferecendo soluções baseadas em ciência de dados para otimizar processos industriais. Desse modo, sua missão é transformar o setor industrial por meio da aplicação de inteligência artificial e análise de dados, tornando as fábricas mais inteligentes, produtivas e sustentáveis.

Um dos principais produtos da ST-One é sua plataforma de gestão de ativos e operações, que permite às empresas monitorar e controlar remotamente uma ampla gama de ativos, incluindo processos de produção, gerenciamento de estoque e operações da cadeia de suprimentos.

A startup possui operações em mais de 20 países da América Latina, América do Norte, Europa e Ásia, além de contar com clientes como Bosch, Klabin e Kraft Heinz.

Explore a série Radar INDTech e conheça outras startups que estão transformando o dia a dia da indústria em diferentes setores: https://fiemglab.com.br/open-fiemg-lab/


genai-soluções

Tags

Compartilhe

desktop-tem-oscilacao-atipica-de-acoes-devido-negociacoes-de-venda-para-a-vivo
Desktop tem oscilação atípica de ações devido negociações de venda para a Vivo
consumidores-de-realidade-aumentada-5g-vao-duplicar-em-5-anos
Consumidores de realidade aumentada 5G vão duplicar em 5 anos
medida-destina-r$-27-milhoes-para-emergencia-de-telecom-no-rs
Medida destina R$ 27 milhões para emergência de telecom no RS
HUAWEI eKIT É NA CELETI - KIT INCRÍVEL PARA O SEU PROVEDOR
UNBOXING SERVIDOR DELL R630 - ANEXA TELECOM
FUTEBOL, SAMBA E AMIGOS - EXPOISP OLINDA - DIA 03
SEGUNDO DIA NA EXPOISP - FOI MUITO PRODUTIVO
CONCEITO DE DATA CENTER EDGE - ASAP TELECOM
O PROJETO DE ARQUITETURA DO NOSSO PROVEDOR - MULTIWAY
NOSSO PRIMEIRO DIA NA EXPOISP - TRIP 18