reino-unido-pode-barrar-fusao-entre-vodafone-e-three

Reino Unido pode barrar fusão entre Vodafone e Three

Fusão entre Vodafone e Three traz prejuízos ao consumidor, diz regulador do Reino Unido
Fusão entre Vodafone e Three será investigada com mais profundidade pela autoridade britânica de concorrência (crédito: Freepik)

A Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA, na sigla em inglês) do Reino Unido – órgão com funções semelhantes às do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no Brasil – levantou preocupações a respeito da fusão entre as operadoras britânicas Vodafone e Three.

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, 22, o regulador de concorrência destacou que a união de forças pode prejudicar os consumidores, ao elevar os preços e reduzir a qualidade do serviços prestados.

“O acordo, que visa a combinar duas das quatro operadoras de redes móveis do Reino Unido, poderá levar a preços mais elevados para os clientes e afetar o investimento nas redes móveis”, diz a CMA.

O órgão deu um prazo de cinco dias úteis para que as empresas apresentarem “soluções significativas”. Do contrário, “o negócio será encaminhado para uma investigação mais aprofundada de fase 2” – a fase 1 foi iniciada em janeiro, em um processo que levou cerca de 40 dias.

O regulador de concorrência também avalia que, juntas, Vodafone e Three podem dificultar a operação de MVNOs menores, como Sky Mobile, Lebara e Lyca Mobile. Isso porque, ao reduzir o número de operadoras de redes móveis, as virtuais têm menos ofertantes com quem negociar, o que também pode afetar negativamente os consumidores na ponta.

Na mesma nota, a CMA lembrou que, na esteira do anúncio da fusão, Vodafone e Three se comprometeram a apresentar benefícios aos consumidores e a acelerar os investimentos em tecnologia. Agora, o órgão quer um relatório mais detalhado sobre essas ações.

União de forças

No meio do ano passado, a Vodafone e a Three anunciaram a intenção de realizar uma fusão. A transação pode criar a maior operadora móvel do Reino Unido. O mercado celular britânico também é composto por EE, do Grupo BT, e O2, marca comercial da Virgin Media O2 (VMO2), uma joint venture entre Telefónica e Liberty Global

Caso aprovada, a fusão vai criar a empresa líder do setor móvel no território britânico – hoje, a Vodafone está em terceiro lugar, com cerca de 18 milhões de clientes, e a Three, em quarto, com mais de 10 milhões.

Desde o ano passado, a Vodafone vem implementando o seu projeto de reestruturação. Recentemente, a empresa anunciou as vendas de suas operações na Espanha e na Itália. O objetivo é focar em mercados em crescimento, sendo o Reino Unido, seu país natal, um deles.

desktop-tem-oscilacao-atipica-de-acoes-devido-negociacoes-de-venda-para-a-vivo
Desktop tem oscilação atípica de ações devido negociações de venda para a Vivo
consumidores-de-realidade-aumentada-5g-vao-duplicar-em-5-anos
Consumidores de realidade aumentada 5G vão duplicar em 5 anos
medida-destina-r$-27-milhoes-para-emergencia-de-telecom-no-rs
Medida destina R$ 27 milhões para emergência de telecom no RS
HUAWEI eKIT É NA CELETI - KIT INCRÍVEL PARA O SEU PROVEDOR
UNBOXING SERVIDOR DELL R630 - ANEXA TELECOM
FUTEBOL, SAMBA E AMIGOS - EXPOISP OLINDA - DIA 03
SEGUNDO DIA NA EXPOISP - FOI MUITO PRODUTIVO
CONCEITO DE DATA CENTER EDGE - ASAP TELECOM
O PROJETO DE ARQUITETURA DO NOSSO PROVEDOR - MULTIWAY
NOSSO PRIMEIRO DIA NA EXPOISP - TRIP 18