insurtechs-brasileiras-captam-us$-554-milhoes-em-seis-anos

Insurtechs brasileiras captam US$ 554 milhões em seis anos

insurtechs
Crédito: Freepik

As insurtechs brasileiras, startups do segmento de seguros,  receberam levantaram US$ 553,8 milhões desde 2018, informa o relatório InsurTech Report 2024, do Distrito. Na América Latina, o total captado foi de  US$ 667 milhões de 2018 até este ano. O relatório ainda aponta as maiores tendências para o setor, como o uso da Inteligência Artificial e a crescente necessidade de proteção para eventos cibernéticos. As empresas do segmento no Brasil concentram grande parte dos aportes e do número de rodadas.

O Brasil detém também o maior número de empresas do segmento na região, com 57,2% das 250 em toda América Latina identificadas pelo Distrito. México, com 18,4%, e Argentina, com 9,2%, vêm logo em seguida.

A startup brasileira Alice, que atua no segmento de saúde, foi a que recebeu o maior aporte em uma rodada: US$ 127 milhões numa Series C em 2021. Além de ter o maior deal, a Alice aparece também na quinta posição entre as Top 10 com a Series B de US$ 33,3 milhões em 2021. Na lista das dez maiores rodadas, oito são brasileiras, uma chilena e uma mexicana. Para os relatórios setoriais do Distrito são considerados os setores expandidos, de forma que apesar da Alice ser do setor HealthTech como principal ela também entra no InsurTech como setor secundário.

Atuação em nichos

A maioria das InsurTechs, 60,82%, atuam em mais de um nicho de produtos de seguros. O restante delas está presente em nichos específicos, como seguro de automóveis, saúde e vida. Na classificação dentro de categorias e subcategorias, a categoria de “oferta e atendimento” é a mais representativa com 52,4% do total das 250 InsurTechs da América Latina. Já a categoria “plataformas de inteligência de dados e risco” representa 30%.

“Embora o mercado de seguros seja gigantesco, representando 6,5% do PIB brasileiro, ainda existe muito espaço para crescer, sobretudo nos nichos, onde já atuam a maior parte das InsurTechs da região, porque uma parcela expressiva da população não possui seguros contratados”, explica Gustavo Gierun, CEO e cofundador do Distrito. “No universo do seguro, podemos ver bem como a inovação é importante para criar produtos acessíveis”.

Compartilhe

celulares-5g-custarao-r$-500,-diz-claro-na-tim,-e-hora-de-upsell.
Celulares 5G custarão R$ 500, diz Claro. Na TIM, é hora de upsell.
anatel-avalia-fazer-leiloes-de-espectro-em-2025,-2027-e-2029
Anatel avalia fazer leilões de espectro em 2025, 2027 e 2029
bets-ja-concorrem-com-telecom,-avaliam-operadoras
Bets já concorrem com telecom, avaliam operadoras
camara-aprova-projeto-que-amplia-incentivos-a-semicondutores,-paineis-fotovoltaicos-e-celulares
Câmara aprova projeto que amplia incentivos a semicondutores, painéis fotovoltaicos e celulares
cada-real-perdido-em-fraudes-custa-as-empresas-r$-3,59,-aponta-estudo 
Cada real perdido em fraudes custa às empresas R$ 3,59, aponta estudo 
vivo-cria-ia-generativa-para-assistente-do-atendente-de-call-center
Vivo cria IA Generativa para assistente do atendente de call center
ministro-chefe-do-gsi-estima-em-mais-de-r$-1-trilhao-prejuizo-do-pais-com-crimes-ciberneticos.
Ministro-chefe do GSI estima em mais de R$ 1 trilhão prejuízo do país com crimes cibernéticos.
extratos-bancarios-serao-padronizados-pelos-bancos-a-partir-de-8-de-julho
Extratos bancários serão padronizados pelos bancos a partir de 8 de julho
malware-contra-android-faz-espionagem-e-operacoes-de-ransomware
Malware contra Android faz espionagem e operações de ransomware
universidade-de-marilia-vai-construir-polo-tecnologico-especializado-em-ia
Universidade de Marília vai construir polo tecnológico especializado em IA