esg:-tim-quer-25%-de-liderancas-pretas-ou-pardas-ate-2025

ESG: TIM quer 25% de lideranças pretas ou pardas até 2025

Loja da TIM (Divulgação)

A TIM definiu entre suas metas ESG para o próximo triênio nomear pretos e pardos a pelo menos 25% dos cargos de liderança. O objetivo aparece no Plano ESG 2024-2026 da companhia, divulgado pela companhia na última semana.

O documento atualiza alguns compromissos, como ser uma empresa “net zero” até 2040. Isso significa zerar as emissões diretas e indiretas de gases do efeito estufa, incluindo toda a cadeia de valor. Para alcançar esse objetivo, uma das apostas é manter 100% de consumo de energia elétrica renovável, fruto, principalmente, da geração de energia advinda das mais de 100 usinas próprias que integram o projeto de Geração Distribuída, além da aquisição de energia no mercado livre e de certificados de energia que atestam a fonte limpa (I-RECs).

O aumento da diversidade racial na liderança é um dos dois itens novos, que ainda não existiam entre compromissos da empresa. Já havia meta para funcionários negros em geral, mas não no comando. A intenção era chegar a 2025 com 40% de trabalhadores negros, patamar que foi ultrapassado em 2023 e somou 41,4%.

Outro novo objetivo é ter, até 2026, 20 milhões de hectares conectados em áreas rurais do Brasil, levando a digitalização não somente para o agronegócio, como também para escolas, postos de saúde e para moradores em geral dessas regiões.

2023

Entre medidas que já estavam estabelecidas, o relatório indica que a equidade de gênero avançou bem. A meta para 2025 era ter 35% de mulheres entre as lideranças, e atualmente elas já são 36,2%.

A operadora se compromete ainda a manter selos e certificações de transparência, anticorrupção, proteção de dados e cibersegurança, além de permanecer em importantes índices e ranking ESG do mercado financeiro.

“ESG precisa ser transversal a todas as áreas do negócio, direcionando produtos e serviços, inserindo-se em nossa cultura interna e permeando toda a nossa cadeia produtiva”, comentou Mario Girasole, VP de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM.

No ano passado, a TIM alcançou a meta de cobrir todos os municípios do Brasil com sua rede 4G. A empresa também ampliou a conectividade e estradas e no campo – chegando a 16 milhões de hectares com 4G, onde vivem 1,3 milhão de pessoas.

No pilar ambiental, a empresa superou a meta de ter 100 usinas de energia renovável, chegando a uma produção que representa mais da metade do consumo total. A produção das usinas é complementada com aquisição no mercado livre e compra de certificados de energia renovável (I-RECs) para manter – desde 2021 – o patamar de 100% de energia limpa no consumo total da operadora. Além disso, houve um aumento de 160% de eficiência energética no tráfego de dados e uma redução de 80% das emissões de gases do efeito estufa (escopos 1 e 2), informa o documento. (Com assessoria de imprensa)

pesquisa-global-de-empreendedorismo-indica-que-empresarios-brasileiros-estao-otimistas-quanto-ao-impacto-de-ia
Pesquisa global de empreendedorismo indica que empresários brasileiros estão otimistas quanto ao impacto de IA
na-grecia,-ministerio-do-interior-e-multado-por-vazamento-de-dados-dos-eleitores
Na Grécia, Ministério do Interior é multado por vazamento de dados dos eleitores
Xbox: jogos com até 90% de desconto para Xbox One e Series S|X
Entenda os 'desvios da mente' no caminho do sofá até a academia
s&p-eleva-rating-da-brisanet-para-“braa-“,-com-perspectiva-estavel
S&P eleva rating da Brisanet para "brAA-", com perspectiva estável
mega-conclui-a-compra-da-samm-por-r$-100-milhoes
Mega conclui a compra da Samm por R$ 100 milhões
ast-spacemobile-e-verizon-fecham-acordo-de-d2d-nos-eua
AST SpaceMobile e Verizon fecham acordo de D2D nos EUA
telcomp-elegeu-conselheiros-para-o-bienio-2024/2026
TelComp elegeu conselheiros para o biênio 2024/2026
Assinantes do Meli+, do Mercado Livre, vão receber plano com anúncios do Disney+
Novo filme sci-fi da Netflix mostra São Paulo futurista; conheça Biônicos