em-2023,-roubo-de-cabos-de-telecom-aumentou-15%

Em 2023, roubo de cabos de telecom aumentou 15%

Imagem mostra fios de cobre encapados com películas de proteção coloridas

O roubo ou furto de cabos de telecomunicações passou de 5,4 milhões de metros em todo o país em 2023, volume 15% maior que o registrado no ano anterior, quando foram registrados 4,7 milhões de metros roubados ou furtados. Os dados são da Conexis Brasil Digital, entidade que representa as maiores operadoras de telecomunicações do país.

As ações criminosas causaram prejuízo direto a mais de 7,6 milhões de pessoas, calcula a Conexis, que por conta dos roubos, tiveram o funcionamento do telefone comprometido.

Estados mais afetados

São Paulo foi o estado que mais sofreu. No ano passado foram furtados ou roubados 1,45 milhões de metros de cabos de telecom. Em relação ao ano anterior, houve um aumento de 40%, quando foram 1,035 milhão de metros furtados.

O Paraná, segundo estado mais afetado, apresentou uma queda de 6% no volume de cabos de telecom roubados: em 2023 foram 955.178 metros. A queda chega a 40% quando comparados os segundo e primeiro semestres de 2023.

Em terceiro lugar, a Bahia teve 635.757 metros de cabos roubados, quase o triplo se comparado com 2022. Em comparação semestral, a crescente se mostra em 14,7%.

Minas Gerais, com 505.541 metros de cabos roubados, foi o quarto estado mais afetado e o Rio Grande do Sul, com 368.769 metros de cabos roubados, completam a lista dos cinco mais afetados.

Segurança

O setor de telecomunicações busca uma ação coordenada de segurança pública que envolve as esferas federal, estadual e municipal e todos os Poderes. É esperada a mudança de regra que penaliza as operadoras quando o serviço é interrompido em decorrência do crime.

Já existe um PL que tipifica e aumenta a punição para os crimes, em que o setor pede avanço de iniciativas que tratem com mais dureza, não apenas sob a ótica penal, as empresas que fazem a receptação dos materiais subtraídos criminosamente.

“O setor vem defendendo a implementação de políticas públicas de combate aos furtos, roubos e receptação de cabos e equipamentos junto a autoridades nas três esferas – federal, estadual e municipal – e de todos os Poderes. Um ponto considerado essencial pelo setor é a aprovação dos Projetos de Lei nº 3780/2023, 5846/16, e 4997/2019, que tipificam e aumentam a punição para esses crimes que tanto prejudicam o cidadão”, diz a diretora de Relações Institucionais e Governamentais da Conexis Brasil Digital, Daniela Martins.

Os projetos, avalia, dão instrumentos para polícias, Ministério Público e juízes poderem punir com o rigor necessário os crimes. Ainda segundo ela, o setor pede ainda o avanço de iniciativas que tratem com mais dureza, não apenas sob a ótica penal, as empresas que fazem a receptação dos materiais subtraídos por meio de ações criminosas. (Com assessoria de imprensa)

Para aprender com a ficção: 8 sinais que seu admirador é um stalker
Comitê Olímpico do Brasil fecha parceria com a Meta para aproximar atletas e público
Chefe da Naughty Dog 'desmente' Sony em situação polêmica
Apple pode anunciar emojis e mais funções de IA generativa na WWDC 2024; veja
stf-invalida-exigencia-de-licenca-estadual-para-erb-no-rn
STF invalida exigência de licença estadual para ERB no RN
bancos,-fintechs-e-teles-discutem-a-economia-digital-no-dmm-2024
Bancos, fintechs e teles discutem a economia digital no DMM 2024
HUAWEI eKIT É NA CELETI - KIT INCRÍVEL PARA O SEU PROVEDOR
UNBOXING SERVIDOR DELL R630 - ANEXA TELECOM
FUTEBOL, SAMBA E AMIGOS - EXPOISP OLINDA - DIA 03
SEGUNDO DIA NA EXPOISP - FOI MUITO PRODUTIVO