claro-cresce-7%-em-receita-do-celular-com-destaque-para-o-5g-no-4t23

Claro cresce 7% em receita do celular com destaque para o 5G no 4T23

Claro cresce em receita

A Claro Brasil reportou hoje, 13, o resultado do 4T23 e do ano passado. A Claro cresce em  receita, registrando R$ 11, 7 bilhões no trimestre e de R$ 45,7 bilhões no ano de 23, crescimento respectivo de 5,2% e de  7,2%. Em dezembro de 2023 a Claro apura a  liderança na tecnologia 5G, com 37,6% de participação de mercado, somando 10,5 milhões de clientes com essa tecnologia.

No pós-pago, a operadora encerrou o ano com  com 51,5 milhões de assinantes, crescimento de 9,7% na comparação anual, adicionando 4,5 milhões de clientes no ano, ao que a operadora advoga ter sido motivado pelo maior número de adições com a  portabilidade de acessos, redução do churn e aceleração das migrações de clientes pré-pagos para os serviços de receita recorrente, “alcançando um patamar histórico no último período.” A base pré-pago atingiu 35,5 milhões em 2023.

Banda larga Fixa

A Claro registrou, pelo quinto trimestre consecutivo, crescimento da sua base de assinantes de banda larga fixa, com
63,4 mil adições líquidas. Continua com a primeira posição no mercado de banda larga no Brasil, com 21,1% de participação
em dezembro de 2023.

A Claro encerrou 2023 com 11,5 milhões de domicílios cobertos pela sua rede de fibra óptica Fiber To The Home (FTTH)
em 477 cidades. Considerando todas as tecnologias, a Claro está presente em 511 municípios e 41,3 milhões de Homes
Passed (HPs).

TV por Assinatura

Em TV por assinatura a Claro possui 42,3% de participação de mercado em dezembro de 2023, tendo como principal estratégia a entrega da mais completa oferta de conteúdo. A empresa destaca o crescimento do Arpu (conta média) deste serviço, pelo sexto trimestre consecutivo.  A plataforma de Video On Demand (VOD) continua sendo líder no mercado brasileiro, “atingindo 97 mil títulos e mais de 170 milhões de streamings no 4T23”.

O EBITDA do 4T23 totalizou 5,2 bilhões de reais, 2,3% acima do 4T22, com margem EBITDA de 44,4%. Descontando o efeito positivo de R$162 milhões, referente ao acordo com a Oi em relação ao preço de compra de parte do negócio móvel, a margem EBITDA do 4T23 seria de 43,1%.

Compartilhe

Ajuda nas crises é tão mais forte quanto é coletiva
MERCADO DE BANDA LARGA 2024 - REVISE SUA ESTRATÉGIA
HUAWEI eKIT É NA CELETI - KIT INCRÍVEL PARA O SEU PROVEDOR
UNBOXING SERVIDOR DELL R630 - ANEXA TELECOM
FUTEBOL, SAMBA E AMIGOS - EXPOISP OLINDA - DIA 03
SEGUNDO DIA NA EXPOISP - FOI MUITO PRODUTIVO
CONCEITO DE DATA CENTER EDGE - ASAP TELECOM
O PROJETO DE ARQUITETURA DO NOSSO PROVEDOR - MULTIWAY
NOSSO PRIMEIRO DIA NA EXPOISP - TRIP 18
TRIP ESPECIAL EXPOISP OLINDA - EP17