celular-seguro-alertara-via-whatsapp-quem-comprar-celular-furtado-ou-roubado

Celular Seguro alertará via WhatsApp quem comprar celular furtado ou roubado

O Celular Seguro, um programa criado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) para bloquear smartphones e contas associadas em casos de furto, roubo e/ou perda do aparelho, vai ganhar um novo recurso. O aplicativo passará a enviar alertas via WhatsApp para avisar novos usuários se um dispositivo é roubado ou furtado.

Foto: Vectonauta

A nova funcionalidade foi adotada pelo governo do Piauí e desenvolvida pela Polícia Civil. Agora, será replicada em âmbito nacional. De acordo com o MJSP, a iniciativa se baseia em um programa de computador que armazena os dados dos telefones celulares do estado. Se essa linha foi habilitada em algum aparelho, as operadoras de telefonia informam o local e qual aparelho recebeu a nova conta.

Com isso, se o aparelho tiver registro de furto ou roubo, o novo usuário é intimado pela polícia, via aplicativo de mensagem, para explicar a situação de ter tal dispositivo em mãos. Se não apresentar nota fiscal de compra do smartphone, ele será retido pelas autoridades, e encaminhando para o verdadeiro dono.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Piauí, o roubo de celulares recuou 44% no estado, no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. No caso de furtos, a queda foi de 18%, enquanto o índice de recuperação dos aparelhos aumentou 139%.

Ainda não há uma data definida para o início das operações. Um Comitê Gestor, formado por membros do MJSP, foi criado na semana passada para garantir que o programa seja sempre atualizado. Além de monitorar e recuperar aparelhos, o Comitê Gestor identificará boas práticas, fornecerá dados públicos para o desenvolvimento de políticas de segurança pública e proteção dos direitos do consumidor, em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Por meio do Celular Seguro, às vítimas de roubo ou furto podem bloquear o celular e aplicativo digitas do aparelho, a partir do acionamento de um “botão de emergência”. Para isso, o cidadão precisa se registrar antes no sistema.

Após o cadastro, o usuário ainda pode indicar pessoas de confiança, que estarão autorizadas a efetuar os bloqueios necessários. O bloqueio do celular também pode ser feito pela própria vítima, acessando o site por meio de um computador. O aplicativo está disponível na Play Store (para dispositivos com sistema Android) e na App Store (para iOS/iPhone).

Tags

Compartilhe

Os 7 melhores roteiros de viagem para fazer com carro elétrico
Zeenix: conheça os consoles brasileiros da TecToy ao estilo Steam Deck
Jason Bourne: veja ordem cronológica e onde assistir aos filmes
Seinfeld, Friends, Lost e outros jogos de séries que você não conhece
cobertura-e-desafio-ao-avanco-das-apis-de-rede,-ve-engineering
Cobertura é desafio ao avanço das APIs de rede, vê Engineering
Sopranos: veja explicação definitiva sobre o final da icônica série da HBO
Need For Speed Most Wanted: quanto custaria comprar todos os carros raros da Blacklist?
Tudo que você precisa saber antes de comprar artigos inteligentes
11 desenhos antigos icônicos que passavam na TV Globinho
O processo de destruição de documentos físicos e as novas tecnologias