Lucro da Dataprev cresce 14,2% e alcança R$ 598,6 milhões em 2023

Sede da Dataprev, em Brasília; lucro e demais indicadores financeiros avançaram em 2023 (crédito: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil)

A Dataprev, estatal responsável por serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e gestão de dados para o governo federal, divulgou, nesta quarta-feira, 3, os resultados financeiros de 2023. No ano passado, a empresa obteve lucro líquido de R$ 598,6 milhões, alta de 14,2% na comparação com o ano anterior (R$ 524,31 milhões).

O lucro auferido em 2023 também representa o maior valor desde a criação da empresa pública, que completa 50 anos agora em 2024. Segundo a estatal, o ganho recorde se deve à alta da receita aliada à política de austeridade.

“De um lado, os clientes públicos foram atendidos nos seus pleitos por melhores condições contratuais, em especial quanto aos preços praticados; e, de outro, diferentemente da redução da receita obtida com os entes de governo, as receitas obtidas junto ao conjunto de instituições financeiras lograram êxito e, atualmente, têm a maior proporção do faturamento da Dataprev, quando comparadas com os demais clientes individualmente”, diz a empresa, em trecho do balanço.

A receita da estatal avançou 9,4% em 2023, atingindo R$ 2,29 bilhões. O destaque foi o faturamento com instituições financeiras, que alcançou R$ 1,33 bilhão no ano passado. O segmento, cujo principal produto é o serviço de empréstimo consignado, teve alta anual de 29,6% e passou a representar 58,2% da receita total da empresa.

O informe financeiro mostra que o maior cliente público da Dataprev continua sendo o INSS, apesar da queda de 18,5% nas receitas em 2023. Em seguida, aparecem, em uma cifra consolidada, o Ministério do Trabalho e Emprego e o Ministério da Previdência e Trabalho (-1%). Entre os órgãos do setor público, em terceiro lugar está a Receita Federal, com alta de 9,1% em 2023.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) totalizou R$ 707,5 milhões no ano passado, expansão anual de 13,3%. A margem líquida ficou estável, em 31%. Os investimentos cresceram 22%, somando R$ 82,8 milhões.

Com apoio de um plano de demissão voluntária, além das altas no lucro e nas receitas, a estatal ainda teve alta de 60,9% no superávit primário, que chegou a R$ 116,9 milhões. “Os números revelam uma recuperação consistente e não deixam dúvida sobre a contribuição da empresa para as metas fiscais estabelecidas pelo governo”, destaca a Dataprev.

Planejamento

No balanço, a Dataprev informa que o planejamento deste ano prevê avançar no modelo de plataformas digitais, na interconexão de bases de dados e na estruturação de arquiteturas diversas de nuvem de governo soberanas, incluindo novas parcerias e clientes.

A estatal também indica que, no segundo semestre, vai renovar as renovações das certificações de sustentabilidade operacional do Data Center São Paulo (DCSP) e do Data Center Rio de Janeiro (DCRJ). Além disso, o Data Center Distrito Federal (DCDF) deve ganhar a recertificação do projeto e das instalações com o Uptime Institute, em razão da modernização do sistema de climatização.

O post Lucro da Dataprev cresce 14,2% e alcança R$ 598,6 milhões em 2023 apareceu primeiro em TeleSíntese.

Tags

Compartilhe

Claro e Embratel lançam programa que facilita acesso de startups ao Open Gateway
Claro registra receita de R$ 11,77 bilhões no 1º tri, alta de 5%
Magalu Cloud lança produtos de armazenamento e segurança
B3 lança solução de ativos tokenizados para viabilizar a arrecadação de fundos
Explorando o mundo dos dados: uma metáfora culinária
Oi quer regulação das redes neutras e mudanças em interconexão
Alloha Fibra diz que mudança no conceito de PPP pode “implodir” negócios
Condecine: Senadores rejeitam emenda que blindaria YouTube e TikTok
Novo programa Claro e Embratel quer facilitar acesso de startups ao Open Gateway
Resolutte passa a comercializar contact center as a service com tecnologia Avaya