Google excluirá bilhões de registros de navegação anônima

O Google concordou em limpar bilhões de registros de dados que refletem as atividades de navegação dos usuários para resolver uma ação coletiva que alegou que o gigante das buscas os rastreou sem seu conhecimento ou consentimento em seu navegador Chrome.

A ação coletiva, movida em 2020, alegou que a empresa enganou os usuários ao rastrear suas atividades de navegação na Internet, que pensavam que elas permaneciam privadas ao usar o modo “incógnito” ou “privado” em navegadores.

No final de dezembro de 2023, descobriu-se que a empresa havia consentido em resolver o processo. O acordo está atualmente pendente de aprovação pela juíza distrital dos EUA, Yvonne Gonzalez Rogers.

Tags

Compartilhe

10 notícias de tecnologia para você começar o dia (19/04)
Netflix supera expectativas em lucro e número de assinantes no começo de 2024
Telcomp: clientes das prestadoras regionais não são de segunda classe
Netflix tem alta de quase 80% no lucro e base de assinantes chega a 270 milhões
Nokia faz parceria e cria celular para amantes de cerveja; veja como funciona
Meta Llama 3 será executada em dispositivos com chips da Qualcomm
Para a Cisco, chegou a vez da segurança em todo lugar
Pesquisa aponta a necessidade de modernização dos escritórios para estimular trabalho presencial
Núclea adquire sistema de seguros da CERC e ingressa no mercado de registro
SKY FIBRA chega a mais 15 municípios com rede neutra da V.tal