Max.IA recebe aporte de R$ 10 milhões da Positivo Tecnologia

Por meio do fundo de investimento de participações (FIP), a Positivo Tecnologia vem fazendo aportes em startups e plataformas inovadoras com o propósito de acelerar empresas de base tecnológica. Dentro desse contexto, a Max.IA, plataforma de inteligência artificial que, a partir de dados, oferece atividades e conteúdos personalizados e preditivos para estudantes, acaba de receber aporte de R$ 10 milhões que serão destinados ao desenvolvimento de produtos e para investimento em novas tecnologias.

Liderada pelo executivo e investidor de educação básica, João Lacerda, a Max.IA é uma plataforma que prevê, com 70% de acerto, quais questões e assuntos o estudante poderá errar em uma avaliação. Lançada em 2022, após dois anos de experimentação, a Edtech já beneficiou mais de 30 mil alunos com a recomendação de 10 milhões de planos de ações preditivos com foco na coleta e cruzamento de dados inteligentes para potencializar o desempenho dos estudantes nas avaliações, garantindo um ganho de 30% na aprendizagem dos estudantes.

Para Lacerda, o aporte da Positivo Tecnologia representa um passo importante para acelerar a utilização de tecnologia de ponta com previsibilidade e eficiência nas escolas brasileiras. “Utilizaremos a estrutura da Positivo Tecnologia de distribuição dos produtos, para ganhar capilaridade, e contaremos com a expertise da maior empresa de tecnologia do país para tornar a nossa atividade ainda mais eficiente”, afirma o CEO da Max.IA.

De acordo com Felipe Menezes, diretor de inovação e um dos fundadores da Max.IA, a Inteligência Artificial tem transformado a gestão educacional. “Nossa tecnologia antecipa falhas dos alunos em avaliações e conteúdos, intervindo antes que se concretizem. Isso não só melhora o desempenho acadêmico, acelerando a aprendizagem em 30%, como promove ganho nas avaliações externas”, explica. Segundo ele, a plataforma faz com que os alunos sejam mais assertivos no desempenho (fazendo eventuais recálculos de rota) e, consequentemente, estejam mais bem preparados para as avaliações externas. Outro ganho da IA na educação refere-se à otimização de custos ao reduzir tarefas administrativas, destaca.

O principal motivo de escolha da Max.IA para o aporte da Positivo Tecnologia foi a proposta da Edtech em endereçar uma grande dor do mercado, que é o entendimento individualizado do aluno com a melhoria na sua performance acadêmica e a otimização do trabalho do professor através da instrumentalização deste.

O que mais chamou a atenção na Max.IA foram os resultados apresentados de efetividade no uso da tecnologia e o potencial de melhora no processo de aprendizagem do aluno, além da preparação e do conhecimento do time.

O recurso recebido está sendo utilizado para acelerar o crescimento pelos times comercial e de marketing e o foco está no desenvolvimento de produtos a partir da contratação de novos engenheiros, fortalecendo o time de desenvolvimento em IA para lançar produtos. “Passamos a ter uma governança mais profissional com uma jornada muito clara do que faremos nos próximos dois anos, considerando desenvolvimento e de crescimento”, finaliza João Lacerda.

Tags

Compartilhe

Todas escolas de ensino básico em cidade na Paraíba tem acesso à internet
Astrônomos celebram o 34º aniversário do Telescópio Hubble: Um olhar sobre suas conquistas e futuro
Ator de GTA V chegou a gravar conteúdos para DLC cancelado pela Rockstar
Quer viver mais? Faça cardio
Fitch: Bancos brasileiros terão dificuldade para crescer em 2024
Gao Kexin é o novo CEO da Huawei no Brasil
TikTok vai contestar na Justiça a lei que pode banir o app nos EUA
Madonna no Brasil: Globo arrecada R$ 50 milhões para transmissão de show
Manor Lords impressiona pela complexidade, mas precisa de correções - Review
Maio na Netflix: confira as principais estreias do mês no streaming