Fust: BNDES e Caixa discutem como levar internet ao Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida já entregou cerca de 6 milhões de unidades e agora pode incorporar programa de acesso à internet | Foto: Ricardo Stuckert/PR

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nesta quinta-feira, 7, a abertura de diálogo com a Caixa Econômica sobre possível projeto-piloto para levar internet banda larga para programas de moradia popular, como o Minha Casa, Minha Vida. Seriam usados recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust), além de crédito para catadores de recicláveis.

A previsão de auxílio para internet a beneficiários do Minha Casa, Minha Vida foi vetada no ano passado pelo governo. O anúncio do BNDES e da Caixa ocorre mesmo antes do tema ser revisado pelo Congresso Nacional.

A ideia foi incorporada por parlamentares na Medida Provisória 1162/2023, que reformulou os requisitos para estrutura das habitações. Ao vetar, o governo alegou que “a proposição legislativa contraria o interesse público ao não apresentar estimativa de impacto fiscal e criar competição por recursos em relação às prioridades já definidas pelo arranjo de governança do referido Fundo”.

Pelo texto aprovado, a subvenção poderia ser aplicada a qualquer família atendida pelo programa. Desde seu lançamento, em 2009, o Minha Casa Minha Vida entregou cerca de seis milhões de unidades, e estão previstas outras duas milhões até 2026.

Apesar do veto ao trecho que previa a ajuda de custo, o governo federal manteve entre os objetivos do Minha Casa Minha Vida “estimular e facilitar a implantação de infraestrutura de conectividade e dos serviços de telecomunicações e internet para reduzir as lacunas digitais, culturais e informacionais”, parte que não estava prevista na versão original, encaminhada pelo Executivo.

Projeto

Foto: BNDES/Divulgação

Os presidentes do BNDES, Aloizio Mercadante, e da Caixa Econômica Federal, Carlos Antônio Vieira (na foto acima), falaram sobre o possível projeto-piloto em reunião realizada no Rio de Janeiro (RJ), nesta quarta-feira, 6, segundo nota da estatal.

Vieira afirmou que a experiência inicial pode focar em conjuntos habitacionais já contratados “e que tenham grande densidade populacional”. Mercadante, por sua vez, reconheceu a relevância da proposta e o alinhamento a outras políticas, como a ampliação da conectividade para alunos de escolas públicas. “A pandemia mostrou o quanto é importante para a educação o acesso à banda larga. Tivemos um apartheid digital”, lembrou ele.

Com informações do BNDES*

O post Fust: BNDES e Caixa discutem como levar internet ao Minha Casa Minha Vida apareceu primeiro em TeleSíntese.

Tags

Compartilhe

10 notícias de tecnologia para você começar o dia (19/04)
Netflix supera expectativas em lucro e número de assinantes no começo de 2024
Telcomp: clientes das prestadoras regionais não são de segunda classe
Netflix tem alta de quase 80% no lucro e base de assinantes chega a 270 milhões
Nokia faz parceria e cria celular para amantes de cerveja; veja como funciona
Meta Llama 3 será executada em dispositivos com chips da Qualcomm
Para a Cisco, chegou a vez da segurança em todo lugar
Pesquisa aponta a necessidade de modernização dos escritórios para estimular trabalho presencial
Núclea adquire sistema de seguros da CERC e ingressa no mercado de registro
SKY FIBRA chega a mais 15 municípios com rede neutra da V.tal