Estudo mostra aumento do número de mulheres investidoras no aplicativo do Nubank

Os últimos dados do IBGE, divulgados em 2022, revelam que, atualmente, mais de 48% dos lares brasileiros têm mulheres como as principais responsáveis pelo sustento da casa e dos filhos. Esse protagonismo também está ganhando força no mercado de investimentos no Brasil, de acordo com levantamento do Nubank, uma das maiores plataformas de serviços financeiros digitais do mundo.

A análise da base de investidores do Nubank, realizada entre 2023 e fevereiro de 2024, revela que, dos investidores com gênero declarado e valores aplicados superiores a R?100, as mulheres representam a maioria, com 51%, enquanto os homens representam cerca de 49%. Já em relação ao volume investido, os clientes que se declaram homens respondem por 62% e mulheres por 38% – participação que tem crescido ano a ano e que em janeiro de 2023 era 34%.

Livia Chanes, CEO do Nubank no Brasil, fala sobre essa jornada feminina no mercado de investimentos. “Desde a nossa fundação, um dos valores do Nubank é desburocratizar o acesso aos serviços financeiros de qualidade, facilitando a vida dos nossos clientes. Fizemos o mesmo em investimentos, ao criar soluções intuitivas e eficientes para que todos pudessem iniciar a construção do seu patrimônio. Fico feliz em ver o aumento de mulheres buscando sua independência financeira e por escolherem o Nu para ser a porta de entrada nesse mundo”, diz.

O perfil da mulher investidora

Os dados observados no Nu refletem também uma evolução no mercado. De acordo com um levantamento da B3, o número de mulheres investidoras saltou 118% nos últimos anos. Em 2002, elas eram de 15.030 na Bolsa de Valores; já em 2021, esse número atingiu a marca histórica de 1 milhão de CPFs.

Mesmo com esse crescimento, ao analisar o perfil das investidoras do Nubank desde 2023, foi constatado que as mulheres ainda possuem portfólio menor e um perfil mais cauteloso em comparação aos homens, o que é esperado, considerando que muitas são novas entrantes nesse mercado, como demonstram os dados da B3. No Nu, cerca de 75% delas têm perfil conservador, enquanto apenas 35% dos homens se enquadram nesta categoria.

Os números demonstram uma diferença de perfil significativa, evidenciando que mulheres preferem investimentos mais seguros e estáveis. A escolha pode ser motivada pelo desejo de preservar o patrimônio, evitar riscos e, até mesmo, por muitas investidoras estarem iniciando sua jornada no mundo dos investimentos agora.

“Como mulher, fico muito feliz ao perceber o quanto pudemos contribuir para o empoderamento das mulheres no mundo dos investimentos à medida que criamos novas soluções e produtos transparentes, idealizados para dar autonomia e poder de escolha para cerca de 95 milhões de clientes na América Latina”, ressalta Livia.

Tags

Compartilhe

10 notícias mais importantes da semana (15/04 a 19/04)
Dono da Claro promete investimento de R$ 40 bilhões no Brasil; confira
Direitos do Consumidor no mundo digital são pautados pelo MCom; confira
Apple é obrigada a retirar WhatsApp e Threads da loja de apps na China
Itaú Unibanco lança função "transferir limites" para seus cartões
Dell Technologies expande armazenamento multicloud para aplicações de IA Azure
Malware mira usuários da Apple em 92 países
Com receita de R$ 555 milhões, Selbetti Tecnologia registra crescimento de 23%
Após o aporte do início do ano, Skyone adquire companhia por R$ 15 milhões e reforça presença em cloud
NovaRed e E-TRUST anunciam parceria para a oferta de gerenciamento de identidade e acessos