Desenvolvimento e customização de software, as prioridades em TI do setor financeiro

Apesar do avanço dos pacotes de software e da oferta no modelo SaaS (software como serviço), o desenvolvimento e a customização de software seguem como prioridades de investimento do setor financeiro, de acordo com 71% dos executivos ouvids em pesquisa realizada pela Rimini Street. Realizado no segundo semestre de 2023, o levantamento também indica que o setor investirá na modernização ou ampliação da infraestrutura de TI (63%) e implementação ou upgrade de software e/ou appliances de cibersegurança (também 63%).

Foram consultados executivos de 111 empresas dos mais variados portes, desde startups e fintechs a grandes bancos e seguradoras. Integração de sistemas e o combo BI, analytics e big data foram apontados por 57% dos entrevistados como sendo projetos de alta prioridade para a área de TI.

O levantamento sinalizou ainda a prioridade das organizações em projetos relacionados a ERP (compra, substituição de módulos, customização): a maioria delas tem isso como uma prioridade média ou baixa (57%). Apenas um quarto dos respondentes afirmou que esse é um item de alta prioridade. Para 18%, é um tópico que não está entre as prioridades de investimento.

O estudo questionou ainda se a migração de CAPEX para OPEX da infraestrutura de TI era prioritária, e 22% afirmaram que o item é de alta prioridade.

“O desafio está justamente em reduzir os custos da TI, sem abrir mão de crescimento e lucratividade”, comenta a diretora-presidente da Rimini Street na América Latina, Edenize Maron. “É necessário garantir a segurança e total confiabilidade dos sistemas de missão crítica para que não haja interrupção da prestação de serviço nas Instituições Financeiras”, acrescenta.

Segundo uma pesquisa da Febraban feita em 2023,  o número de transações registradas pelas instituições bancárias totalizou 163,3 bilhões de movimentações. Este resultado é o maior já registrado na série histórica de transações, sendo influenciado principalmente pelo desempenho do mobile banking, que teve alta de 54% no número de operações realizadas pelos clientes, com quase 8 em cada 10 transações bancárias sendo feitas em canais digitais, como o mobile banking e internet banking.

“Os resultados reforçam que a cada ano temos mais adesões de brasileiros pelos canais digitais, demonstrando a inovação, segurança, acessibilidade e confiabilidade destes meios nas transações bancárias do dia a dia. Os bancos tornaram mais democrático o acesso aos serviços financeiros, estão mais próximos de seus clientes, fruto de um robusto investimento em tecnologia feito anualmente”, avalia Isaac Sidney, presidente da Febraban.

Tags

Compartilhe

10 notícias de tecnologia para você começar o dia (19/04)
Netflix supera expectativas em lucro e número de assinantes no começo de 2024
Telcomp: clientes das prestadoras regionais não são de segunda classe
Netflix tem alta de quase 80% no lucro e base de assinantes chega a 270 milhões
Nokia faz parceria e cria celular para amantes de cerveja; veja como funciona
Meta Llama 3 será executada em dispositivos com chips da Qualcomm
Para a Cisco, chegou a vez da segurança em todo lugar
Pesquisa aponta a necessidade de modernização dos escritórios para estimular trabalho presencial
Núclea adquire sistema de seguros da CERC e ingressa no mercado de registro
SKY FIBRA chega a mais 15 municípios com rede neutra da V.tal