Anatel vai estudar aumento de representantes do consumidor na formulação de regulamentação

O conselheiro diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e presidente do Comitê de Defesa dos Usuários de Serviços de Telecomunicações (Cdust), Vicente Aquino, mencionou, na 1ª Reunião Ordinária de 2024 do Cdust realizada nessa quarta-feira (20), a possibilidade de a Anatel estudar mecanismos de fomento à participação dos órgãos de defesa do consumidor e dos Conselhos de Usuários de serviços de telecomunicações nas tomadas de subsídios realizadas nas fases preliminares dos processos regulatórios da Agência. A proposta foi uma resposta à manifestação dos Conselhos de Usuários das prestadoras de telecomunicações que manifestaram interesse em participar de forma mais ativa desses processos.

O representante das entidades de defesa do consumidor no Cdust e diretor de Relações Institucionais do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Igor Rodrigues Britto, reconhecendo que a Anatel possui uma das mais efetivas estruturas de promoção de participação social e elogiando a atuação da Superintendência de Relações com Consumidores na liderança do Grupo de Implantação do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações (RGC), defendeu que a elaboração da Análise de Resultado Regulatório (ARR) do RGC seja precedida de tomada de subsídios com ampla participação das entidades de defesa do consumidor.

Brito ressaltou ainda a importância de se investir na capacitação dos representantes do Conselhos do Usuários sobre os temas tratados na Agência e ainda quanto às suas diversas ferramentas de participação social. A sugestão recebeu elogio da superintendente de Relações com Consumidores, Cristiana Camarate, que informou que estuda a possibilidade de uma seleção de trechos da regulamentação para a realização de futura ARR do RGC, norma que entra em vigor em setembro deste ano.

Conselho de Usuários das Prestadoras de Telecomunicações

Na reunião dessa quarta, Vicente Aquino defendeu o fortalecimento da comunicação entre o Cdust e os Conselhos de Usuários das prestadoras de telecomunicações.

Os Conselhos de Usuários presentes na reunião do Cdust apresentaram os resultados de sua atuação no último ano. Por exemplo, o Conselho da Algar realizou uma parceria com os Procons de Uberlândia e Uberaba com a finalidade de facilitar a negociação de débitos dos usuários junto à Operadora; o da Claro ressaltou o acompanhamento do atendimento de regiões remotas; o da Sky, sua ação com questões relativas à retirada de equipamentos e código de conduta para ofertas de serviços de telecomunicações por telemarketing; o da Oi apresentou medidas adotadas no tratamento dado pela prestadora em relação a furtos de cabos e reclamações nos canais de atendimento; o da TIM destacou o acompanhamento da cobertura em rodovias e distribuição do Código de Defesa do Consumidor em braile e em áudio; e, finalmente, o representante do Conselho de Usuários da Vivo informou ter logrado a ampliação do horário de atendimento da ouvidoria da prestadora em uma hora, sendo agora da 8h às 19h.

Escolas e resistências das prestadoras de telecomunicações

Aquino voltou a manifestar seu repúdio ao pedido de anulação de dispositivos do novo RGC protocolizado pelas prestadoras Claro, TIM, Vivo e Oi. Afirmou que o RGC foi amplamente debatido com as empresas e com os membros do Cdust, para além de suas regras estarem sendo discutidas no Grupo de Implantação do RGC. Ressaltou ser esse o foro adequado para a discussão sobre eventuais sugestões de aprimoramentos ao Regulamento, pois conta com a participação direta de todos os stakeholders por ele impactados.

O Presidente do Cdust ainda apresentou o atual andamento do projeto do Grupo de Acompanhamento do Custeio a Projetos de Conectividade de Escolas (Gape), responsável por levar conectividade a escolas públicas de educação básica, com a qualidade e velocidade necessárias para o uso pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) nas atividades educacionais, de modo a cumprir a obrigação estabelecida no Edital do 5G. As ações de conectividade das escolas do órgão regulador de telecomunicações foram incorporadas na Estratégia Nacional de Escolas Conectadas.

Norte Conectado e Pais

Por fim, coube à representante do Ministério das Comunicações, Nathalia Lobo, apresentar aos membros do Cdust informações sobre o programa Norte Conectado, e ao Superintendente de Outorga e Recursos à Prestação Substituto (SOR), Sidney Azeredo Nince, trazer detalhes de outro projeto naquele inserido, o Programa Amazônia Integrada e Sustentável (Pais) da Anatel. Nathalia explicou que as infovias deverão ampliar a resiliência, resistência às interrupções da banda larga na região e favorecer o consumidor com a ampliação da competição de prestadores de serviços. Sidney informou que além das infovias, cerca de 620 escolas deverão ser beneficiadas com o Pais. Mais informações sobre o Programa de infovias da Anatel estão disponíveis no Portal da Agência.

A próxima reunião do Cdust está prevista para o dia 11 de junho de 2024.

FÓRUM DE RELACIONAMENTO

A 18ª edição do FÓRUM DE RELACIONAMENTO, que acontece dia 28 de junho no WTC´-SP,  vai reunir especialistas, usuários e profissionais experientes para compartilhar quais as melhores práticas e tecnologias que podem fazer a diferença na conquista da preferência do consumidor. Veja a grade e inscrições no site  https://forumderelacionamento.com.br/ ou pelo telefone/whatsapp 11-3138-4619

Tags

Compartilhe

10 notícias mais importantes da semana (15/04 a 19/04)
Dono da Claro promete investimento de R$ 40 bilhões no Brasil; confira
Direitos do Consumidor no mundo digital são pautados pelo MCom; confira
Apple é obrigada a retirar WhatsApp e Threads da loja de apps na China
Itaú Unibanco lança função "transferir limites" para seus cartões
Dell Technologies expande armazenamento multicloud para aplicações de IA Azure
Malware mira usuários da Apple em 92 países
Com receita de R$ 555 milhões, Selbetti Tecnologia registra crescimento de 23%
Após o aporte do início do ano, Skyone adquire companhia por R$ 15 milhões e reforça presença em cloud
NovaRed e E-TRUST anunciam parceria para a oferta de gerenciamento de identidade e acessos