A cada 2,4 milhões de anos Marte aumenta a circulação dos oceanos na Terra

Apesar de distantes um do outro entre 55 e 400 milhões de quilômetros, a interação gravitacional entre a Terra e Marte produz mudanças cíclicas em nossas correntes oceânicas profundas, que se repetem a cada 2,4 milhões de anos. A descoberta, feita por geocientistas das universidades de Sidney e Sorbonne, demonstra que a energia dessas correntes aumenta e diminui à medida que os oceanos esfriam e aquecem

Usando o registro geológico do mar profundo para estabelecer uma ligação entre movimentos astronômicos sincronizados entre Marte e Terra, padrões de aquecimento global antigos e alterações na circulação oceânica profunda, os pesquisadores só encontraram “uma maneira de explicá-los: eles estão ligados a ciclos nas interações de Marte e da Terra orbitando o Sol”, afirmou em comunicado a primeira autora do estudo. 

Leia mais…

Tags

Compartilhe

TIM amplia rede 5G para mais de 57 cidades em diversos estados
Apenas 22% dos brasileiros tem acesso a boa conectividade; veja estudo
Claro e Embratel lançam programa que facilita acesso de startups ao Open Gateway
Claro registra receita de R$ 11,77 bilhões no 1º tri, alta de 5%
Magalu Cloud lança produtos de armazenamento e segurança
B3 lança solução de ativos tokenizados para viabilizar a arrecadação de fundos
Explorando o mundo dos dados: uma metáfora culinária
Oi quer regulação das redes neutras e mudanças em interconexão
Alloha Fibra diz que mudança no conceito de PPP pode “implodir” negócios
Condecine: Senadores rejeitam emenda que blindaria YouTube e TikTok