Transações de cartões de crédito, débito e pré-pagos cresceram 10,1% em 2023

Brasileiros fizeram, em média, 115 milhões de pagamentos por dia e o uso dos cartões atingiu 42,2 bilhões de transações, com crescimento de 13% em 2023, se comparado a 2022. As informações foram divulgadas pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), nesta quarta-feira, 21.

No último trimestre de 2023, o valor transacionado foi de R$ 1 trilhão, com alta de 9,8% em relação ao mesmo período no ano anterior. O registro histórico reforça os cartões como principal meio de pagamento para compras e consumo no país. Do total em 2023, R$ 2,4 trilhões estão relacionados aos cartões: crédito atingiu uma alta de 12,1%; débito totalizou R$ 1 trilhão, com queda de 0,1%; e pré-pagos, com crescimento de 34,1%, registrou R$ 321,2 bilhões.

Para pessoa física, o valor total de transações feitas com cartões em 2023 chegou a R$ 3,45 trilhões, alta de 9,9%. Ja as pessoas jurídicas transacionaram R$ 282,65 bilhões, com crescimento de 12,1% ano a ano.

Hábitos e consumo

O resultado do ano tem influência direta de hábitos e situação dos brasileiros: “a queda do desemprego, que chega a 7,4%, o aumento dos serviços e o aumento do rendimento das famílias colabora com os resultados apresentados”, contou Ricardo Vieira, vice-presidente executivo da Abecs.

A tecnologia é usada por todas as idades, com destaque entre a população de 18 a 24 anos. Essa digitalização da economia também mostra que o uso do cartão de débito para compras remotas aumentou 26,2% nos últimos meses de 2023.

A Abecs diz que 61% dos brasileiros costumam realizar pagamentos por aproximação, principalmente com cartão e celular. “O volume movimentado com dispositivos por aproximação cresceu 70,1% em 2023 e atingiu R$ 1 trilhão anual”, destaca Ricardo Vieira.

Os gastos no exterior totalizaram US$ 13,2 bilhões em 2023, 39,8% a mais em relação a 2022.

Regiões, cartões e setores

A região Sudeste teve, em 2023, R$ 2,03 trilhões em valor transacionado, com alta de 10,4%. O uso do cartão pré-pago teve crescimento de 33,5%. No sul, foram R$ 510,7 bilhões transacionados, com 9,4% de alta.

O cartão de débito teve queda de 0,2%. R$ 145 bilhões foram transacionados no Norte, que teve alta de 8,3%. O cartão de crédito apresentou uma alta de 11,9%.

Para o Centro-Oeste, a queda do cartão de débito foi de 1,1% e alta de 9,6% no valor transacionado, em R$ 295, 6 bilhões ao total. R$448,3 bilhões foi o valor de transações no Nordeste, com uma alta de 5,4%. Baixa de 4,4% no cartão de débito.

Dentre os setores com maior crescimento do uso de cartões, estão alimentação (+27,4%), companhia aéreas e afins (+25,9), móveis e construção (+15,3%), farmácia e cuidados com a saúde (+10,2%).

O post Transações de cartões de crédito, débito e pré-pagos cresceram 10,1% em 2023 apareceu primeiro em TeleSíntese.

Tags

Compartilhe

Olimpíadas 2024: saiba como a IA será utilizada durante os jogos de Paris
7 Days to Die: após mais de 10 anos, jogo de sucesso da Steam está saindo do acesso antecipado
Blocos de construção da vida na Terra podem se criar no espaço, diz estudo
Sercomtel terá que explicar à agência mudança no perfil do endividamento
Claro é condenada a indenizar consumidor por cobrança indevida
Motorola apresenta recursos adicionais de IA para o Moto X50 Ultra
Caiu no golpe do Pix? Confira como recuperar o dinheiro
Anatel atualiza normas de segurança para carregadores de celular; veja
V.tal diz que continua neutra e que a ClientCo será segregada
Anatel inicia prazo para testes de conexão direta entre celular e satélite