Programas de alfabetização de dados e IA serão aprovados em mais de 50% das empresas até 2027, prevê Gartner

A dificuldade das empresas perceberem o valor esperado da IA generativa deve gerar uma onda de investimentos em programas de alfabetização em dados e inteligência artificial. Esta é uma das tendências identificadas pelo Gartner. Segundo a consultoria, até 2027, 50% dos líderes de dados e IA terão facilidade em aprovar iniciativas na área de educação.

“Poucas empresas estão atualmente implementando programas de alfabetização em IA. Embora as habilidades e capacidades dessa tecnologia estejam concentradas em papéis altamente técnicos, o status está mudando rapidamente à medida que os executivos do setor começam a perceber a importância de uma força de trabalho conhecedora de dados, analytics e IA”, afirma Melissa Davis, analista e vice-presidente do Gartner.

Segundo ele, para construir uma equipe assim, as organizações precisam de alfabetização em dados e IA como competências essenciais. “As habilidades de pensamento crítico e resolução de problemas podem diminuir à medida que os nativos de IA dependem mais dessa tecnologia para informações e para a tomada de decisões, reduzindo a necessidade de analisar situações de forma independente”, diz.

A melhoria da Alfabetização em Dados e IA é fundamental para que as empresas alcancem o valor esperado com o uso de Inteligência Artificial – Segundo o Gartner, as soluções GenAI são menos confiáveis devido à complexidade e opacidade dos algoritmos e dos modelos atuais, bem como à falta de curadoria adequada das informações usadas para alimentar esses modelos. Portanto, essa é a razão pela qual os CDAOs deveriam investir em suas equipes para desenvolver fortes habilidades em dados, analytics e Inteligência Artificial. Sem essas habilidades, a IA não conseguirá entregar o valor esperado e poderá gerar eventuais pontos de falha.

“A melhoria da alfabetização em dados e IA é crucial para identificar casos de uso relevantes e que agreguem valor à Inteligência Artificial”, enfatiza a analista do Gartner. “No entanto, transformar o potencial da IA em um real impacto comercial exige uma forte colaboração entre os stakeholders dos negócios e os especialistas em IA, o que requer um entendimento comum dos principais conceitos e das reais expectativas sobre o que a Inteligência Artificial pode e não pode fazer”, diz.

“As companhias devem avaliar a preparação de suas equipes em termos de alfabetização em dados e IA (AI readiness), assim como serem honestas quanto às habilidades necessárias para aproveitar os benefícios dessa tecnologia”, recomenda Davis. “Para qualquer área de investimento em tecnologia GenAI ou implementação de casos de uso de IA, as empresas devem financiar o treinamento correspondente em alfabetização em dados e IA como uma capacidade fundamental de suas forças de trabalho.”

Os analistas do Gartner apresentarão esta e outras tendências na Conferência Gartner Data & Analytics 2024, evento programado para os dias 26 e 27 março, no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

A melhoria da Alfabetização em Dados e IA é fundamental para que as empresas alcancem o valor esperado com o uso de Inteligência Artificial – Segundo o Gartner, as soluções GenAI são menos confiáveis devido à complexidade e opacidade dos algoritmos e dos modelos atuais, bem como à falta de curadoria adequada das informações usadas para alimentar esses modelos. Portanto, essa é a razão pela qual os CDAOs deveriam investir em suas equipes para desenvolver fortes habilidades em dados, analytics e Inteligência Artificial. Sem essas habilidades, a IA não conseguirá entregar o valor esperado e poderá gerar eventuais pontos de falha.

Este aperfeiçoamento é igualmente crucial para identificar casos de uso relevantes e que agreguem valor à inteligência artificial, segundo a analista. “No entanto, transformar o potencial da IA em um real impacto comercial exige uma forte colaboração entre os stakeholders dos negócios e os especialistas em IA, o que requer um entendimento comum dos principais conceitos e das reais expectativas sobre o que a Inteligência Artificial pode e não pode fazer”, diz.

“As companhias devem avaliar a preparação de suas equipes em termos de alfabetização em dados e IA (AI readiness), assim como serem honestas quanto às habilidades necessárias para aproveitar os benefícios dessa tecnologia”, recomenda Davis. “Para qualquer área de investimento em tecnologia GenAI ou implementação de casos de uso de IA, as empresas devem financiar o treinamento correspondente em alfabetização em dados e IA como uma capacidade fundamental de suas forças de trabalho.”

Além disso, o programa Gartner for Data & Analytics Leaders fornece insights para CDAOs e líderes de dados e analytics, ajudando-os a acelerar estratégias de dados, análises e a definição de modelos operacionais para aumentar o valor para os negócios. Para ficar atualizado sobre as notícias e novidades do Gartner para Data & Analytics, acompanhe o X e o LinkedIn ou use #GartnerDA.

Os clientes do Gartner podem ler mais sobre as previsões de 2024 em: “Predicts 2024: Chief Data and Analytics Officers Must Lead Change.

Tags

Compartilhe

CEADI promove curso sobre Ecossistema Digital
O VALORANT Champions Tour (VCT) revela Cápsulas de Equipe oficiais
7 fraudes bancárias mais comuns no Brasil e como evitá-las
Need For Speed Unbound terá Ano 2 recheado de novidades; confira!
House of Ninjas terá segunda temporada na Netflix? Veja o que esperar
Brasscom renova mandato da diretoria executiva por mais 2 anos
Proxxima compra a Rex Telecom e chega à Bahia
Azul liberou serviço de Wi-Fi em 49 aviões durante 2023
Apple anuncia criptografia pós-quântica mais avançada até agora; entenda
The Good Doctor estreia sua sétima e última temporada! Veja onde assistir