Banda larga fixa fecha 2023 com 47,2 milhões de acessos

O ano de 2023 fechou com 47,2 milhões de acessos de banda larga fixa no Brasil, um aumento de 1,8 milhão comparado a dezembro de 2022 (4,1%). Os dados são da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) com base nos números compartilhados pelas prestadoras.

Proporcionalmente, a população conectada com banda larga fixa aumentou principalmente na região Norte do país, com alta de 12,3%, Em números absolutos, o Sudeste representa a maioria dos novos acessos, com 931 mil a mais (veja no gráfico).

Ao analisar a trajetória dos últimos cinco anos, o crescimento da banda larga fixa desacelerou em 2023. O mais recente pico se deu em 2021, com alta de 14,6%. O ritmo é semelhante à ampliação da base de clientes de prestadoras de pequeno porte (saiba mais abaixo).

Entre os estados, é possível observar diferentes trajetórias. Os acessos por banda larga fixa cresceu na maioria dos entes federativos, mas caiu em quatro deles: Acre (-26,7%) e em Roraima (-18,3%), Bahia (-3,1%) e Ceará (-1,8%).

A variação de usuários na rede fixa nos últimos anos vem sendo associada por especialistas como um possível efeito da pandemia de Covid-19, quando o isolamento social reduziu a demanda por conexão móvel. Com isso, esperava-se mudanças com a retomada das atividades presenciais. O surgimento de novas empresas e fusões também pode afetar os números a depender do ritmo de atualização dos dados.

Fornecedores e velocidade

O ano de 2023 também mostra uma mudança na trajetória de queda dos acessos por provedores de grande porte. O número reduziu de 22,6 milhões de conexões em 2019 para 22,1 milhões em 2021 e voltou a crescer no ano seguinte, chegando a 22,3 milhões em dezembro do ano passado.

Já os fornecedores de pequeno porte continuam ampliando a base de clientes, no entanto, em um ritmo menor se comparado aos anos anteriores. O crescimento de acessos neste grupo foi de 7,2% em 2023, enquanto que em 2021 chegou a 37%.

 

Líderes

A Claro mantém a liderança na quantidade de pontos de conexão, fechando o ano com 9,9 milhões de acessos (221 mil a mais comparado ao ano anterior). Em segundo está a Vivo, com 6,7 milhões (256 mil a mais).

A Oi, por sua vez, teve uma queda de 260 mil clientes em 2023, fechando o ano com 4,7 milhões de acessos.

Velocidade

Quanto à velocidade do acesso à internet banda larga, os dados mostram melhora. O número de conexões com mais de 34 Mbps passou de 85,9% no final de 2022 para 90,1% no final de 2023. Há cinco anos, esse percentual era de apenas 40,8%.

O post Banda larga fixa fecha 2023 com 47,2 milhões de acessos apareceu primeiro em TeleSíntese.

Tags

Compartilhe

10 notícias mais importantes da semana (26/02 a 01/03)
Sem sinal? Clientes TIM reclamam de falha na rede de telefonia móvel
WhatsApp atualiza e agora é possível pesquisar conversas por data
Entenda o final de O Astronauta, filme da Netflix com Adam Sandler
Xbox: jogos com até 95% de desconto para Xbox One e Series S|X
PIB de informação e comunicação cresce 2,6% em 2023
Claro atinge 10 milhões de assinantes na banda larga fixa em janeiro
Justiça ordena que a Meta mude de nome no Brasil; entenda
Com quase 1 milhão de alunos, Vitru Educação coloca a IA para atender estudantes
Sistema antifraude da Biz terá atendimento via WhatsApp