Pesquisa aponta que CIOs e CTOs estão receosos em adotar modelos de assinatura de ERPs 

A Censuswide Buyers Sentiment Survey, pesquisa patrocinada pela Rimini Street, aponta que líderes de TI estão profundamente preocupados em serem forçados a adotar modelos de assinatura que podem oferecer pouco ou nenhum ROI.

O estudo ouviu mais de 600 entrevistados nos EUA, entre CIOs e CTOs de empresas com receitas superiores a US$250 milhões. De acordo com o levantamento, quase todos os CIOs e CTOs entrevistados estão comprometidos com a transição dos seus negócios para um novo modelo focado na maximização do investimento atual e na promoção da inovação por meio de aplicações em torno do ERP e bancos de dados.

Outro ponto levantado por 99% dos entrevistados são as preocupações com a implementação de um modelo de licenciamento baseado em assinatura do fabricante. As duas principais preocupações incluíam o medo de ser forçado a um modelo de assinatura que não entrega ROI (42%) e preocupações com a dependência do fabricante (42%).

De acordo com a pesquisa, 57% dos entrevistados acreditam que a transformação digital não requer necessariamente uma abordagem de “eliminar e substituir” um sistema de missão crítica como o ERP.

A pesquisa também mostra que os CIOs e CTOs foram unânimes no seu compromisso de fazer a transição dos seus negócios para um novo modelo de ERP que se concentrasse na maximização do seu investimento atual e na promoção da inovação em aplicações em torno do ERP e banco de dados.

Também conhecido como “composable ERP”, este modelo permite que as empresas tenham no centro o ERP de um fabricante, integrado a aplicações modernas e mais adequadas de fabricantes múltiplos. Além de uma combinação de plataformas, essa abordagem também pode oferecer uma combinação de modelos de licenciamento (perpétuo, por assinatura, código aberto) e de implantação (on-premise, na nuvem).

Para fazer esta transição, os líderes de TI estão considerando várias fases ao mesmo tempo: otimizar o seu ambiente atual, evoluir para satisfazer as necessidades de mudança dentro e ao redor das organizações e mudar para satisfazer necessidades futuras:

• Cerca de 74% dos líderes de TI estão focados na otimização de seu software empresarial, observando o custo total de propriedade e melhores resultados.

• 63% dos líderes de TI já têm uma visão de seu estágio final de transformação graças à tecnologia modernizada e composable, ao aumento da funcionalidade e às iniciativas aceleradas de transformação digital.

• Quase metade dos entrevistados (44%) que estão evoluindo seu ambiente de TI atualmente, declaram que estão trabalhando para recuperar o controle de seu roadmap de TI das mãos dos fabricantes.

Os entrevistados reconhecem que esta transição não requer uma revisão completa dos seus sistemas ERP. Mais da metade (57%) dos CIOs e CTOs acreditam que a transformação digital não requer necessariamente uma abordagem de “eliminação e substituição” do ERP. Isto é especialmente verdadeiro para os setores de saúde (75%), manufatura (64%), bancário (62%) e TI (63%).

Ao considerar uma mudança para um novo modelo de ERP/banco de dados, os CIOs e CTOs priorizaram o seguinte:

• Capacidade de inovar em seu próprio ritmo (63%)
• Aplicações mais adequadas e que fazem sentido para o negócio (62%)
• Tecnologia moderna e funcionalidade (59%)

O estudo conclui que os líderes de TI estão percebendo que têm uma alternativa ao modelo de licenciamento baseado em assinatura. Esses líderes estão migrando para um novo modelo de ERP e banco de dados que otimiza os custos operacionais por meio de soluções em nuvem que façam sentido, mantendo o ERP atual nos casos em que a estratégia de “eliminação e substituição” não agrega valor e concentrando novos investimentos em produtos e serviços mais alinhados às estratégias de negócios que tragam crescimento e inovação.

Tags

Compartilhe

brasileiros-preferem-se-comunicar-com-marcas-por-meio-de-mensagens-instantaneas
Brasileiros preferem se comunicar com marcas por meio de mensagens instantâneas
procon-faz-consulta-sobre-uso-de-inteligencia-artificial-em-compras-online
Procon faz consulta sobre uso de Inteligência Artificial em compras online
universidades-do-brasil-e-do-reino-unido-vao desenvolver-um-framework-para-seguranca-preventiva
Universidades do Brasil e do Reino Unido vão desenvolver um framework para segurança preventiva
Afinal, o que quer a geração Z?
Ataques de Ransomware: empresas ainda estão sendo “sequestradas virtualmente”
Emulador de PC é barrado da App Store e desenvolvedores contestam decisão
Xbox: jogos com até 95% de desconto para Xbox One e Series S|X
Genética ou estilo de vida? O que importa para viver mais?
selic-continua-em-10,5%-em-decisao-unanime-do-copom
Selic continua em 10,5% em decisão unânime do Copom
corte-alema-pavimenta-caminho-para-o-“fair-share”
Corte alemã pavimenta caminho para o “fair share”