TIM amplia cobertura 5G em favelas do Brasil

A TIM revelou hoje, 28, que ativou cobertura móvel 4G em 95% das favelas das dez maiores cidades do Brasil. Já com o 5G, 64% dessas comunidades. O número representa cerca de dois milhões de domicílios. Até o final do ano, a cobertura em quinta geração vai se estender por 70%, atendendo mais 227 favelas.

A expansão acontece em parceria com IHS, multinacional detentora de torres focada em mercados emergentes. No Complexo da Maré (RJ), a operadora registrou aumento de 30% no uso de dados. O local recebeu nesta segunda-feira uma visita do Ministro das Comunicações, Juscelino Filho, que foi ao projeto social AfroReggae, apoiado pela IHS na Favela Nova Holanda.

Para Alberto Griselli, CEO da TIM Brasil, a ampliação da cobertura móvel em favelas e comunidades é fundamental para habilitar a transformação e a inclusão digital em todo o país, dando espaço para novas oportunidades em educação e no mercado de trabalho: “Quando combinamos o nosso serviço a um propósito maior, abrimos oportunidades para a conquista de uma profissão, um novo emprego, para aproximar relacionamentos, e é isso o que a conectividade faz”, disse.

A IHS Brasil e Afroreggae firmaram uma parceria em 2022, que foi premiada no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2022. Como parte do projeto, a IHS patrocinou 2 novos centros educacionais Afrogames no complexo da Maré. Esta é uma iniciativa social localizada dentro da favela, que visa a promover aulas de codificação, de inglês, e a formação de e-atletas profissionais.

No primeiro ano de funcionamento dos centros, foram beneficiados diretamente 206 jovens. Para Farès Nassar, head Latam da IHS, o objetivo principal é que “a nossa presença nas comunidades abra novas possibilidades e traga melhor qualidade de vida para todos, o que está totalmente alinhado ao nosso propósito de ampliar o suporte ao desenvolvimento econômico e social nos mercados emergentes”.

Do ponto de vista de engenharia, a IHS desenvolveu instalações compactas de telecomunicações que utilizam imóveis residenciais como base, eliminando a forma tradicional de construção através da instalação de torres ou postes. Além de aumentar a agilidade e a economia de recursos na implantação, a solução apresenta um impacto visual mínimo no ambiente. O Afroreggae contribui principalmente para identificar os locais ideais onde a infraestrutura pode ser instalada e ajuda a estabelecer vínculos com a comunidade.

Para cobrir favelas e regiões periféricas do Rio de Janeiro que não possuem infraestrutura de telecomunicações suficiente para suportar a demanda do 5G, a IHS prevê potencial para instalação de mais de 300 sites, seguindo o conceito já testado. Os centros Afrogames da Maré já iniciaram as próximas turmas e pretendem impactar mais cerca de 200 moradores do território no próximo ano.

O post TIM amplia cobertura 5G em favelas do Brasil apareceu primeiro em TeleSíntese.

Tags

Compartilhe

tcu-recomenda-reforco-nas-pesquisas-de-precos-e-catalogos-do-governo-para-tic
TCU recomenda reforço nas pesquisas de preços e catálogos do governo para TIC
sindrome-do-impostor:-o-que-e-e-como-supera-la
Síndrome do impostor: O que é e como superá-la
Como saber se o celular está com vírus? Descubra agora
Polícia Federal flagra predador sexual no interior de São Paulo
Usuário volta após banimento de 11 anos (!) para continuar debate em fórum
Cocô tech: artista cria tampa de vaso com celulares antigos que custa bem caro
alares-compra-a-azza-e-assume-o-quarto-lugar-entre-os-isps-no-mercado-de-sp
Alares compra a Azza e assume o quarto lugar entre os ISPs no mercado de SP
Netflix recebe temporada 6 de Cobra Kai! Relembre a história da série
De surpresa! Realme GT 6 é lançado no Brasil em duas cores por R$ 3.999
Apple 'alfineta' vigilância do Google Chrome em novo comercial do Safari