Schneider Electric utiliza gêmeos digitais para maximizar eficiência das empresa

A Schneider Electric oferece soluções para gerenciamento de energia e eficiência energética em diversos setores industriais. Atualmente, uma de suas soluções mais inovadoras é o uso de gêmeos digitais para ajudar as empresas a maximizar a eficiência e a produtividade.

Os gêmeos digitais são uma tecnologia inovadora que permite criar uma réplica digital de um sistema ou processo físico. Essa réplica é criada a partir de dados de sensores e equipamentos conectáveis como medidores, relés de proteção, UTRs, Disjuntores etc., somado com a modelagem e simulação, permitindo que as empresas visualizem e gerenciem seus processos de forma mais precisa e eficiente.

Para entender melhor o que é o Gêmeo Digital, pode-se fazer uma analogia aos sistemas de mapas de ruas. No passado utilizava-se mapas estáticos impressos em papel para se locomover pelas cidades. Depois, esses mapas foram digitalizados e passou-se a traçar rotas de forma digital, através de simulações com informações pré-definidas, porém sem informações de tempo real.

Hoje não só é possível traçar rotas de forma digital como também saber qual é a melhor rota a ser seguida baseada nas condições de trânsito do momento, recalcular a rota em casos de incidentes ou até mesmo definir uma melhor rota para uma viagem futura utilizando dados estatísticos.

O Gêmeo Digital Elétrico é equivalente aos aplicativos de mapas, onde pode-se substituir os mapas e ruas pelos unifilares elétricos, o GPS e os usuários dos aplicativos de mapas atuais pelos equipamentos conectados. Dessa forma pode-se utilizar os Gêmeos Digitais para diversas aplicações, sendo uma das principais a simulação

Uma das principais aplicações dos gêmeos digitais é na manutenção preditiva. Com a ajuda de sensores e dados de ativos físicos, as organizações podem criar modelos digitais que preveem quando uma máquina precisará de reparo, permitindo que as equipes de manutenção atuem proativamente antes que ocorra uma falha. Isso pode reduzir significativamente o tempo de inatividade e os custos associados à manutenção corretiva.

Além disso, também podem ser usados para otimizar processos industriais, como um modelo digital de uma linha de produção, que pode ser usado para simular e testar diferentes cenários, permitindo que as empresas identifiquem áreas de ineficiência e implementem mudanças para aumentar a produtividade.

O Rafael Cesar Medeiros Soares, Digital Grid LATAM da Schneider Electric, aponta que existem desafios na implementação de soluções de gêmeos digitais. As empresas precisam ter uma infraestrutura de sensores, equipamentos conectáveis e redes de comunicação confiáveis para coletar e transmitir dados em tempo real. Além disso, é necessário investir em ferramentas de análise e modelagem para criar modelos digitais precisos e eficazes.

A companhia está ciente desses desafios e está trabalhando para ajudar as empresas a superá-los. Abaixo, o executivo Rafael Cesar lista os benefícios ao utilizar essa solução:

Monitoramento em tempo real: Permite o monitoramento em tempo real do sistema elétrico. Isso possibilita uma visão precisa do estado do sistema elétrico, considerando os seus equipamentos e componentes, permitindo uma detecção rápida de falhas e acelerando a tomada de decisão.

Diagnóstico de Falhas: os gêmeos digitais permitem prever possíveis falhas em componentes do sistema antes mesmo que elas ocorram. Essas previsões são feitas através do modelo digital do sistema, da análise de dados históricos e atuais, permitindo a manutenção preditiva e proativa minimizando as paralisações não programadas.

Simulação e Planejamento: com um gêmeo digital, é possível realizar simulações e análises de cenários, como por exemplo, do tipo “e se” com o objetivo de planejar e otimizar os processos. Isso inclui a capacidade de avaliar o impacto de uma manobra, de adicionar ou modificar equipamentos, expandir a capacidade, identificar gargalos e antecipar necessidades futuras.

Manutenção preditiva: os gêmeos digitais permitem que as empresas criem modelos digitais de seus ativos físicos e usem dados de sensores para prever quando uma máquina precisará de manutenção. Isso pode reduzir significativamente o tempo de inatividade e os custos associados à manutenção corretiva.

Otimização de processos: “Com os modelos digitais dos gêmeos digitais, as empresas podem simular e testar diferentes cenários para identificar áreas de ineficiência e implementar mudanças para aumentar a produtividade”, explica Rafael.

Tomada de decisões informadas: é possível monitorar em tempo real o estado dos equipamentos e o seu desempenho, alimentando os modelos digitais e simulando diversas condições em tempo de execução de forma a auxiliar a tomada decisão, evitando erros, aumentando a eficiência e produtividade, como por exemplo, a possibilidade de verificar o resultado de uma manobra antes mesmo de executá-la.

Redução de custos: ao prever falhas em ativos físicos e otimizar processos, é possível reduzir seus custos de manutenção e operação.

Tags

Compartilhe

Netflix recebe temporada 6 de Cobra Kai! Relembre a história da série
De surpresa! Realme GT 6 é lançado no Brasil em duas cores por R$ 3.999
Apple 'alfineta' vigilância do Google Chrome em novo comercial do Safari
The Boys altera final da quarta temporada após tiros em Donald Trump
One UI 7 da Samsung pode ter grandes mudanças de design e interface
Sucesso! Fallout se torna segunda série de games mais indicada ao Emmy
Clone do Canva, Microsoft Designer agora está liberado para todos
Google Files pode ganhar compactação de arquivos em ZIP e novo visual
10 notícias de tecnologia para você começar o da (18/07)
ataques-ciberneticos-crescem-cerca-de-70%-no-brasil-em-um-ano
Ataques cibernéticos crescem cerca de 70% no Brasil em um ano