Inteligência de dados impulsiona crescimento do Assaí

Cada vez mais as empresas brasileiras estão apostando na cultura de inovação tecnológica e ampliação do acesso a dados para fazer escolhas mais inteligentes. O Assaí Atacadista, uma das maiores empresas de varejo do país, é exemplo dessa estratégia. Com mais de seis anos de experiência na aplicação de Inteligência de Dados como pilar estratégico na tomada de decisão, a Companhia tem colhido resultados significativos em diversas frentes, desde sua expansão nacional até melhorias na experiência do cliente.

O Atacadista, que atualmente possui mais de 30 milhões de clientes que passam por suas mais de 270 lojas todos os meses, reconhece o poder da Inteligência de Dados para mapear soluções estratégicas e impulsionar seus negócios. Esses dados sólidos também embasam decisões em todas as áreas da empresa, contribuindo diretamente para o crescimento contínuo do negócio e otimização dos processos e fluxos.

“Desde 2017, quando adotamos o BI como um padrão na Companhia, tivemos muitos retornos positivos, o que engloba desde insights no atendimento ao cliente até a otimização da produtividade das equipes. Ou seja, com o cruzamento de dados e a leitura analítica dessas informações, conseguimos prever quais são as condições mais apropriadas para ações e contato com o consumidor, além de também compreendermos as melhores estratégias de ações promocionais e suas ferramentas, como no caso da Campanhas de Aniversário realizadas anualmente” conta Rodrigo Callisperis, Diretor de TI do Assaí.

Essa abordagem também é aplicada no aplicativo Meu Assaí, que alcançou um crescimento de 1,2 milhões de usuários em apenas 2 meses após o lançamento, totalizando 8,2 milhões de clientes, representando um aumento de 17% em relação ao lançamento. “O aplicativo se tornou uma ferramenta crucial para entender os hábitos de consumo dos clientes e aprimorar a experiência de compra, unindo o mundo físico com o online. As campanhas exclusivas e segmentadas no aplicativo reforçam a estratégia Phygital da Companhia, gerando fidelização e recorrência de compra” explica, Callisperis.

Ainda, antes da empresa adotar as ferramentas de BI como padrão, os dados tinham origens diversas em suas extrações, o que resultava em menor precisão na informação. “Além de conseguirmos ter mais assertividade na tomada de decisão a partir dos dados coletados, também expandimos o conhecimento adquirido através dos indicadores de BI, proporcionando uma melhor experiência de compras para os(as) clientes” finaliza o Diretor de TI da Companhia.

Tags

Compartilhe

tcu-recomenda-reforco-nas-pesquisas-de-precos-e-catalogos-do-governo-para-tic
TCU recomenda reforço nas pesquisas de preços e catálogos do governo para TIC
sindrome-do-impostor:-o-que-e-e-como-supera-la
Síndrome do impostor: O que é e como superá-la
Como saber se o celular está com vírus? Descubra agora
Polícia Federal flagra predador sexual no interior de São Paulo
Usuário volta após banimento de 11 anos (!) para continuar debate em fórum
Cocô tech: artista cria tampa de vaso com celulares antigos que custa bem caro
alares-compra-a-azza-e-assume-o-quarto-lugar-entre-os-isps-no-mercado-de-sp
Alares compra a Azza e assume o quarto lugar entre os ISPs no mercado de SP
Netflix recebe temporada 6 de Cobra Kai! Relembre a história da série
De surpresa! Realme GT 6 é lançado no Brasil em duas cores por R$ 3.999
Apple 'alfineta' vigilância do Google Chrome em novo comercial do Safari