Telegram pode ser suspenso de novo se não indicar advogados no Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), assinou uma decisão nesta sexta-feira (26) intimando o Telegram a indicar novos representantes no Brasil. O aplicativo tem 24 horas para cumprir a ordem e será suspenso por 48 horas, caso não aponte quem são seus representantes oficiais no país.

A decisão de Moraes, que ainda aplica uma multa diária de R$ 500 mil em caso de descumprimento, foi tomada porque o escritório de advocacia que defendia a empresa no Brasil comunicou no final da semana passada que deixou de representar o Telegram. Com isso, o mensageiro ficou sem representante legal.

Leia mais…

Tags

Compartilhe

Olimpíadas 2024: saiba como a IA será utilizada durante os jogos de Paris
7 Days to Die: após mais de 10 anos, jogo de sucesso da Steam está saindo do acesso antecipado
Blocos de construção da vida na Terra podem se criar no espaço, diz estudo
Sercomtel terá que explicar à agência mudança no perfil do endividamento
Claro é condenada a indenizar consumidor por cobrança indevida
Motorola apresenta recursos adicionais de IA para o Moto X50 Ultra
Caiu no golpe do Pix? Confira como recuperar o dinheiro
Anatel atualiza normas de segurança para carregadores de celular; veja
V.tal diz que continua neutra e que a ClientCo será segregada
Anatel inicia prazo para testes de conexão direta entre celular e satélite