Mais de 50% dos CISOs brasileiros lidaram com a perda de dados confidenciais nos últimos 12 meses, aponta pesquisa

O relatório anual da Proofpoint – Voz do CISO – destaca os principais desafios, expectativas e prioridades dos diretores de segurança da informação (CISOs). As descobertas revelam que os CISOs brasileiros têm preocupações elevadas a cerca de um ataque cibernético: 69% acreditam que correm o risco de sofrer um ataque nos próximos 12 meses. Além disso, 72% afirmam que sua organização não está preparada para lidar com essa situação caso isso aconteça, em comparação aos 61% dos CISOs globais.

Embora tenham superado amplamente o cenário dos últimos dois anos, as empresas continuam a sentir os efeitos do crescente número de pessoas que pedem demissão sem ter outras oportunidades em vista e da rotatividade de funcionários, impulsionados também pela recente onda de demissões em massa. 58% dos líderes de segurança brasileiros relataram ter lidado com uma perda material de dados confidenciais nos últimos 12 meses e, desses, 63% concordaram que os funcionários que deixaram a organização contribuíram para essa perda. Apesar disso, 71% dos CISOs brasileiros acreditam ter controles adequados para proteger seus dados.

A edição desse ano do relatório Voz do CISO ouviu 1.600 CISOs de organizações de médio a grande porte em diferentes setores. Ao longo do primeiro trimestre deste ano, 100 CISOs foram entrevistados em cada mercado em 16 países: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha, Suécia, Holanda, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Austrália, Japão, Cingapura, e Coréia do Sul.

O relatório discute tendências globais e diferenças regionais em torno de três temas centrais: as ameaças e os riscos que os CISOs enfrentam diariamente; o impacto dos funcionários na prevenção cibernética das organizações; e as defesas que os CISOs estão construindo, especialmente porque a crise econômica pressiona os orçamentos em segurança. A pesquisa também mediu as mudanças no alinhamento entre os líderes da área e seus conselhos de administração, explorando como esse relacionamento afeta as prioridades de segurança.

As principais descobertas do relatório Voz do CISO de 2023 da Proofpoint para o Brasil incluem:

• Os ataques DDoS estão no topo da lista das ameaças mais significativas: essa é a principal ameaça percebida pelos CISOs brasileiros, seguidos pelo comprometimento de contas na nuvem e ameaças internas.

• A maioria das organizações provavelmente pagará um resgate se for afetada por ransomware: 73% dos CISOs brasileiros acreditam que sua organização pagaria para restaurar sistemas e impedir a liberação de dados se for atacada por ransomware nos próximos 12 meses. E eles estão contando com seguradoras para reduzir o risco — 70% disseram que fariam uma reivindicação de seguro cibernético para recuperar perdas incorridas em vários tipos de ataques.

• Risco em Supply Chain é prioridade máxima: 71% dos CISOs brasileiros dizem ter controles adequados para mitigar o risco na cadeia de suprimentos. Embora essas proteções possam parecer adequadas nesse momento, daqui para frente, os líderes podem se sentir mais carentes de recursos — 73% dizem que a economia instável afetou negativamente seu orçamento de segurança cibernética.

• Risco com pessoas é uma preocupação proeminente: 73% dos CISOs brasileiros veem o erro humano como a maior vulnerabilidade cibernética de sua organização, ao passo que 67% acreditam que os funcionários entendem seu papel na proteção da organização.

• CISOs e conselhos administrativos estão muito mais sintonizados: 80% dos CISOs brasileiros reconhecem que seus membros do conselho concordam com eles em questões de segurança cibernética. Isso é muito mais do que os 62% dos CISOs globais que compartilham dessa visão.

• As crescentes pressões sobre os CISOs estão tornando o trabalho cada vez mais insustentável: 71% dos CISOs brasileiros sentem que enfrentam expectativas de trabalho irracionais. A angústia relacionada ao seu trabalho é um provável contribuinte — 69% estão preocupados com a responsabilidade pessoal e 70% dizem que sofreram burnout nos últimos 12 meses.

Tags

Compartilhe

Olimpíadas 2024: saiba como a IA será utilizada durante os jogos de Paris
7 Days to Die: após mais de 10 anos, jogo de sucesso da Steam está saindo do acesso antecipado
Blocos de construção da vida na Terra podem se criar no espaço, diz estudo
Sercomtel terá que explicar à agência mudança no perfil do endividamento
Claro é condenada a indenizar consumidor por cobrança indevida
Motorola apresenta recursos adicionais de IA para o Moto X50 Ultra
Caiu no golpe do Pix? Confira como recuperar o dinheiro
Anatel atualiza normas de segurança para carregadores de celular; veja
V.tal diz que continua neutra e que a ClientCo será segregada
Anatel inicia prazo para testes de conexão direta entre celular e satélite